h1

Pílula anticoncepcional

novembro 3, 2009

Como vocês sabem, um dos tratamentos para a endometriose é o uso de pílula anticoncepcional!

Ela deve ser usada, sempre, de forma contínua, visando impedir que a mulhere menstrue!

Várias pacientes tem receio de parar de menstruar. Seja pelo medo de efeitos indesejáveis a longo prazo ou pela dúvida de estar, ou não, grávida todo mês! E, ainda tem algmas mulheres que gostam de menstruar!

Hoje já sabemos que não há diferença quando toma-se a pílula de forma cíclica, fazendo pausa de 7 dias, ou contínua!

Os efeitos colaterais são os mesmos e, não há nenhum prejuízo a longo prazo! Não haverá maior dificuldade de engravidar se você tomar a pílula contínua!

O mais importante é não deixar a endometriose avançar! Por isso mulheres com diagnóstico de endometriose não devem menstruar!!!

h1

Trabalho premiado

novembro 2, 2009

Como já mencionei em outros posts, nós, da Universidade Federal de São Paulo-Escola Paulista de Medicina, estamos sempre trabalhando, visando uma melhor forma de diagnóstico e tratamento da endometriose!

Um destes trabalhos foi, recentemente, premiado como melhor trabalho, no Congresso Brasileiro de Endometriose!

O mesmo estudo concorre ao prêmio saúde da revista da editora abril!

Para maiores imformações sobre o estudo clique em  http://saude.abril.com.br/premiosaude/finalistas-saude-mulher.shtml

h1

novidades da UNIFESP

julho 6, 2009

Olá,

como já havia mencionado, nós na Universidade Federal de São Paulo-Escola Paulista de Medicina, procuramos alguns marcadores genéticos que possam indicar quais mulheres tem mais chance de vir a desenvolver endometriose.

Em recente trabalho, publicado no European Journal of Obstetrics and Gynecology, descrevemos um marcador genético chamado p27 que, se presente indica que esta mulher tem duas vezes mais chance de desenvolver a doença do que as que não tem esta alteração!

Ainda precisamos de maiores estudos para a identificação de marcadores genéticos porém os primeiros passos já foram dados para que possamos, em um futuro próximo, identificar as futuras doentes e assim, impedir que a doença ocorra!!

abraços

leia mais no site : http://jornalportaleste.blogspot.com/2009/06/colica-menstrual-e-o-principal-indicio.html

Prof.Dr.Eduardo Schor

h1

o exame CA-125

fevereiro 19, 2009

Algumas mulheres perguntam se o exame do CA-125 pode ajudar na identificação de quais jovens que tem cólica tem endometriose!

A resposta é não! o CA-125 é um exame usado por muitos ginecologistas na tentativa de rastrear a doença! Porém, ele tem uma baixa sensibilidade (50%) para a endometriose!

Isso quer dizer que apenas metade das mulheres com endometriose vai ter o exame alterado!

E ai, aquelas com a doença e com o exame normal vão deixar de receber o diagnóstico!

O exame acaba atrapalhando! O ginecologista vai ficar em dúvida sobre o diagnóstico, já que o CA-125 é normal!

Hoje acredita-se que o principal método de diagnóstico é a consulta ginecológica!!

Uma boa conversa entre a paciente e o médico é muito mais eficaz do que qualquer exame de laboratório!

h1

toda mulher que tem cólica, tem endometriose?

fevereiro 18, 2009

Bom, sabemos que o principal sintoma da endometriose é a cólica menstrual.

Sabemos também que devemos pensar em endometriose quando meninas  jovens tem queixa de cólica!

E ai? Toda mulher com cólica tem endometriose?

Não! E como diferenciamos uma da outra?

A cólica da endometriose é diferente da cólica “normal”. Mulheres com endometriose tem, geralmente, cólicas progressivas! Ou seja, a dor vai piorando com o passar dos anos.

No começo um antiinflamatório ou analgésico simples resolve, com o passar do tempo a dose da medicação tem que ser aumentada e no final pouca coisa resolve!

Quando a mulher deixa de exercer suas atividades habituais por causa da dor, muito provavelmente esta cólica não é “normal”

É esta mulher que deve conversar com seu ginecologista sobre a doença!

h1

prevenção-é muito importante!!!

fevereiro 17, 2009

Bom, depois de algum tempo inativo, vou voltar a falar em prevenção!! Julgo ser este tema, um dos mais importantes quando falamos da doença!

Seria muito cômodo para nós, médicos, ficarmos sentados no consultório esperando cada vez mais mulheres chegarem com endometriose avançada!

hoje, devemos pensar seriamente, onde estamos errando! por que cada vez mais mulheres tem endometriose?? por que cada vez mais temos pacientes com endometriose avançada??

por que estamos demorando tanto rempo para fazer o diagnóstico??

a resposta que achei é que muitas mulheres e, muitos ginecologistas, não dão valor ao principal sintoma da endometriose, que é a cólica menstrual!!!

a principal arma para fazermos o diagnóstico precoce da doença é valorizarmos a cólica mesntrual e pensar sempre em endometriose! mulher não nasceu para ter cólica!!

você deve ter ouvido diversas vezes que a cólica ” quando vc casar passa” !! Isso não é verdade! se vc tem cólica deve conversar com seu médico sobre endometriose!!

mas, toda mulher que tem cólica tem endometriose??? não!

o que diferencia uma da outra?

este tema fica para o próximo post!

h1

ainda prevenção

outubro 23, 2008

Nós, na UNIFESP-Escola Paulista de Medicina, estamos desenvolvendo pesquisas para identificar algumas alterações genéticas específicas, chamadas polimorfismos, e correlacioná-las com a endometriose.
Até o momento, a modificação genética que parece ter uma correlação com a doença, chama-se PROGINS!As mulheres que têm esta alteração possuem duas vezes mais chance de desenvolver a doença! Apesar do resultado promissor, estudos com um número grande de mulheres, são necessários para que possamos definir esta alteração como um marcador da doença!